Connect with us

Futebol

Jogador é convocado para a guerra

Jogador é convocado para a guerra e deverá ir ao campo de batalha junto às forças armadas

Vestir a camisa de uma seleção é o sonho de qualquer atleta profissional e com Varazdat Haroyan. O zagueiro, de 28 anos, atualmente é o capitão da seleção da Armênia e mais uma vez recebeu uma convocação. Contudo, o chamado foi inusitado e totalmente diferente. Assim, jogador é convocado para a guerra pelas forças armadas de seu país e vai para o campo de batalha na região separatista de Nagorno-Karabakh.

A localidade fica na fronteira entre a Armênia e o Azerbaijão e possui cerca de 150 mil habitantes. De acordo com dados do governo armênio, 95% da população da localidade é de origem armênia. Desta forma, afirma que tem direito ao controle de Nagorno-Karabakh. Por outro lado, o governo do Azerbaijão afirma que aquela região é parte histórica do território do país. Em meio aos conflitos, dezenas de pessoas já morreram desde o último dia 27, além de existirem milhares de feridos.

Ao ser convocado para a guerra, o zagueiro Varazdat Harovan acabou tendo a sua transferência para o futebol grego cancelada. O defensor iria defender o Athlitiki Enosi Larissa, da primeira divisão local, mas agora irá para o fronte de batalha. Na última temporada, o jogador havia defendido o Ural, da Rússia.

Esta não é a primeira vez que um jogador de futebol é convocado para a guerra. Em 2014, o brasileiro Edmar, que até então defendia as cores do Metalist, da Ucrânia, recebeu uma carta do exército local para se apresentar e ir para os conflitos armados que aconteciam na Criméia. Entretanto, o meia enviou o documento à direção do clube e não precisou participar da disputa por território.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais sobre Futebol