Connect with us

Atlético-MG

Avaí irá à CBF contra o Atlético-MG por dívida

O presidente do Galo confirmou que existe a dívida, mas não nos valores pedidos pelo Avaí

O clima envolvendo Avaí e Atlético-MG não está nada amigável ultimamente. Isso porque, há uma dívida ativa entre ambas as partes a qual envolve o lateral Guga. Dessa forma, o predisente do Avaí, Francisco Battistotti disse que irá à CBF contra o Atlético-MG por conta dessa dívida.

“Essa pandemia vai mudar o futebol. Os caras vão pensar duas vezes. Tem time que está me devendo e está contratando, mas não me paga. Não irei ter essa irresponsabilidade de contratar se eu não tenho condições de pagar. É o Atlético-MG (que está me devendo). Estou ameaçando fazer uma denúncia neles, já que estão me devendo um valor que é 30% da última parcela, que não pagaram. Estou querendo denunciar na CBF e vou fazer isso”. O presidente do clube catarinense falou isso à “Rádio CBN”.

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Sette Câmara, não ficou quieto e decidiu rebater. Ele disse para a “Rádio Itatiaia” que essa dívida existe sim, mas que o valor é muito inferior aos R$ 2,7 milhões pedidos pelo Avaí.

“O que na verdade existe é o seguinte: o dr. Battistotti deveria olhar pro próprio umbigo, pagar as dívidas dele, que não são poucas e são muito mais elevadas do que esse valor que nós temos que pagar a ele. Não é a primeira vez que o presidente do Avaí utiliza de meios de comunicação pra fazer cobranças de forma açodada e afoita. O Atlético tem realmente um valor residual a pagar da compra do Guga. É um valor considerado baixo e muitas vezes inferior aos R$ 2,7 milhões que existem de pedidos de bloqueio do Avaí aqui no Atlético”. Disse o presidente do Atlético-MG.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais sobre Atlético-MG