Connect with us

Campeonato Brasileiro

Jogadores do Corinthians quase foram agredidos

Após a derrota para o Fluminense, jogadores do Corinthians quase foram agredidos no aeroporto

A fase do Corinthians não é nada boa, recentemente demitiu o técnico Tiago Nunes, o que teria sido um de seus principais reforços para 2020. Neste último domingo (13), após sofrer uma derrota por 2×1 para o time do Fluminense, jogadores do Corinthians quase foram agredidos no aeroporto em São Paulo.

Membros da torcida organizada Gaviões da Fiel até tentaram, mas não conseguiram agredir ninguém fisicamente. Isso porque, os jogadores tiveram de ser escoltados até o ônibus, por seguranças do clube e guardas do próprio aeroporto.

Alguns jogadores tiveram de ser cercados pelos seguranças, como foi o caso do goleiro Cássio. A TV Gazeta registrou algumas imagens do ocorrido.

https://globoesporte.globo.com/video/torcedores-do-corinthians-cercam-jogadores-no-aeroporto-8853118.ghtml

Além disso, antes do jogo contra o Fluminense, torcidas organizadas do Corinthians já haviam feito diversos protestos, pedindo a saída de Tiago Nunes, Luan e entre outros. Após isso, o comandante foi demitido.

Veja a nota publicada pelo Corinthians na manhã desta segunda-feira:

“O Sport Club Corinthians Paulista lamenta profundamente as cenas ocorridas no último domingo, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, e ressalta que sempre zelará pela integridade física de atletas e funcionários.

Este é um ano em que a torcida do Corinthians faz enorme falta. Não ter a Fiel nos empurrando nas arquibancadas da Neo Química Arena e do Brasil, jogo após jogo, é parte de um vazio com o qual precisamos nos acostumar urgentemente.

Quem já teve essa torcida do lado sempre sentirá essa ausência. Mas não acreditamos em intimidação e ameaças como forma de obter resultados esportivos.

O momento pede tranquilidade, trabalho e responsabilidade conjunta. Temos plena confiança no grupo de jogadores que formamos. Conhecemos o caráter e o profissionalismo desses atletas, das conquistas de que muitos fizeram parte às situações mais difíceis deste ano.”

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais sobre Campeonato Brasileiro